MARIA E JOÃO: O CONTO DAS BRUXAS

Existe alguns contos infantis que são assustadores que não devem nada à mais sombria das histórias de terror, e “Maria e João: O Conto das Bruxas” promete aproveitar todo esse potencial ao contar uma versão assumidamente de terror do velho conto infantil “João e Maria”, originalmente criado há mais de 2 séculos pelos “Irmãos Grimm”.
Elementos assustadores não faltam nessa história das duas crianças que se perdem em uma floresta e são atraídas para a casa de uma bruxa que assa crianças para matá-las.
O título invertido, “Maria e João”, não é por acaso, e já indica que Maria, que no filme é mais velha, será a verdadeira protagonista do filme. Quem irá interpretar Maria é Sophia Lilis ( a Beverly de It: A Coisa), já o João será vivido pelo estreante Samuel Leakey, enquanto, a bruxa Holda será divida por Alice Krige e Jessica de Gouw.
A história deve se focar nos três personagens e a temática gerará em torno do amadurecimento da Maria que, apegada demais ao irmão, não se permite tomar seus próprios rumos.
Pelo material lançado até o momento, parece que o diretor, Oz Perkins, andou se inspirando em filmes recentes, como: A Bruxa, A Visita e Hereditário.
Filmado na Irlanda, algumas mudanças foram feitas na história original, como a casa da bruxa que dessa vez não é toda colorida e feita de doces e possui um aspecto bem mais sombrio. Porém, é um filme com classificação indicativa 13 anos, nos Estados Unidos, o que não é um sinal muito bom para filmes do gênero terror.
O filmes será estreado, aqui no Brasil, em 20 de fevereiro.

Publicidade:

CANDYMAN

Um filme que tenta se equilibrar entre a remake e a sequência, Cadyman, cuja a trama de algum jeito malicioso pode considerar a existência de um mistério de Candyman mas sem dar continuidade aos seus acontecimentos necessariamente.
Criado pelo escritor Clive Barker, Candyman era uma entidade assassina invocada quando alguém repetia seu nome cinco vezes de frente ao espelho. Em vida ele era um escravo que sofreu crueldades terríveis e morreu sob tortura. A abordagem de temas raciais fez de “O Mistério de Candyman” um marco para a representação negra no terror, e até influenciou a carreira de um prestigiado cineasta oscarizado, Jordan Peele, e por sinal escreveu em parceria com Win Rosenfeld, e está produzindo essa nova versão do homem doce.
O filme será estreado, no Brasil, dia 11 de junho.

Loading...
Categorias: Filmes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *